16 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019, 16h:39 - A | A

DOG VIAJANTE

Golden ‘mochileira’ de Cuiabá já conheceu sete países em cinco anos de vida

Olhar Direto

Foto: Reprodução/Instagram

image

A Golden Retriever ‘Lilo’ tem apenas cinco anos de idade, mas já viajou o mundo. Até agora, ela conhece os Estados Unidos da América (Nova York, Philadelphia e New Jersey), Portugal, Espanha, França, Andorra e Mônaco. No Brasil, já viajou para Caldas Novas, Ubatuba e São Paulo (no carnaval), e há quinze dias embarcou em mais uma aventura, onde passa, com seus pais Talita Meurer Alberti, 30, e Rennan Duarte, 27, pela Itália, Vaticano, Malta, além de voltar à Espanha e Portugal, passando por Madri e Lisboa. Todas as aventuras são compartilhadas em seu Instagram, onde soma 27,5 mil seguidores.

A ideia de levar Lilo para viajar, segundo Talita, surgiu quando ela e o marido conseguiram unir duas férias vencidas em uma só viagem. Com 60 dias, o investimento valeria a pena.

“A principal dificuldade, pra mim, foi convencer meu marido”, brinca “Mas o mais difícil é entender a burocracia toda. Isso deixa a gente muito nervosa, porque uma vírgula fora do lugar pode fazer com que eles não aceitem o desembarque do cão”.

Desde que decidiram levar Lilo para viajar, o casal estabeleceu que, nas grandes cidades, ela fica dois ou três dias em casa, enquanto passeia com os donos um dia inteiro. “É mais ou menos a rotina que temos em casa! Damos uma volta com ela pelos principais pontos turísticos da cidade e depois a deixamos em casa”, explica.

Alguns cuidados, no entanto, tem que ser tomados, como por exemplo escolher restaurantes com mesas externas, ou amarrá-la do lado de fora de alguns monumentos e mercados. “No mais, ela pode ir pra todo lugar conosco, até loja de roupas!”, garante.

Para Talita, a vantagem de estar junto à Lilo durante as viagens está mesmo na companhia. “A cachorra faz parte da família, e é legal ter a família completa! É legal chegar em casa e ela estar lá, mesmo não estando em casa”, afirma. “A Lilo nunca foi um custo pra mim! Nunca a enxerguei como despesa! Ela faz parte da família, então as despesas dela fazem parte das despesas da casa”.

O Instagram veio pouco tempo depois do início das viagens. “Porque ela é mais fotogênica que eu”, brinca. “E foi um bum! Do nado o negócio cresceu, e eu estava acostumava com todo mundo me criticar por levar a cachorra junto! No Instagram encontrei pessoas que gostariam de fazer o mesmo e que incentivavam minha loucura. Eu só soube que poderia levar a Lilo comigo porque vi alguém fazendo isso! Até então eu nem imaginava que era possível! O objetivo é mostrar pras pessoas que é possível também”.

Até agora, o retorno da página não é financeiro, mas Lilo conseguiu apoio com lojas de ração e produtos para os pelos. Depois que voltar da Europa, a família quer se organizar para ir para o Nordeste. Acompanhe as aventuras de Lilo AQUI.

Imprimir




RÁDIO

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

logo
image