16 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Terça-feira, 11 de Junho de 2019, 14h:23 - A | A

LATROCÍNIO

Suspeitos de matar moradora durante tentativa de assalto a residência são presos em MT

G1

image

Dois jovens de 18 anos foram presos nessa segunda-feira (10) por matar Adriana Vieira de Melo, de 45 anos, a tiros durante uma tentativa de assalto à residência dela, em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, em abril deste ano.

Maylson Ruller de Lima e Luiz Gustavo da Silva também são suspeitos de integrar uma organização criminosa.

Segundo a Polícia Militar, eles foram encontrados na Avenida Alzira Santana, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Em seguida, foram até a casa do irmão de Maylson, que informou que o irmão participou da tentativa de latrocínio, mas não morava mais no local e indicou a casa dele.

Na casa indicada, no Bairro Santa Terezinha 2, em Cuiabá, a polícia apreendeu várias porções de drogas e uma balança. A suspeita é de que eles também praticavam o tráfico de drogas.

Os suspeitos negaram a tentativa de latrocínio e disseram à polícia que os tiros foram disparados por um outro suspeito, que ainda não foi identificado.

Além disso, eles afirmaram que o veículo utilizado no crime foi encomendado por um detento, membro de uma organização criminosa que atua em Mato Grosso.

Os dois foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos. 

O crime 

Adriana foi morta na porta de casa, em abril deste ano. O marido dela, Paulo Sérgio do Amaral, disse à polícia que ele estava tomando banho quando ouviu os disparos e saiu para ver o que era.

Ele contou aos policiais que, ao chegar na porta da casa, viu dois homens no quintal, que disparam contra ele, mas não acertaram.

Segundo a polícia, Sérgio voltou para dentro da casa, pegou uma arma e disparou contra os suspeitos, que fugiram, em seguida.

A suspeita é de tentativa de latrocínio. No entanto, os criminosos fugiram do local sem levar nada.

Imprimir




RÁDIO

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

logo
image