16 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Terça-feira, 11 de Junho de 2019, 14h:03 - A | A

CRISE FINANCEIRA

Com rombo de mais de R$ 54 milhões, empresa deposita R$ 300 de salário a funcionários

Midiamax

Foto: Arquivo Midiamax

image

O Grupo Bigolin, que teve falência decretada e portas lacradas em março de 2019, e foi reaberta no mesmo mês, depositou como pagamento para os funcionários R$ 300 no quinto dia útil, o que seria ‘normal’ diante das situações ocorridas com a empresa, segundo o representante legal, que afirma que até a próxima semana tudo estará regularizado.

Desde 2016 a empresa alega que tem sido impactada com a crise financeira, com uma dívida inicial de R$ 54 milhões e apostando no plano de recuperação com prazo de 10 anos para a quitação total das dívidas, em março deste ano o saldo negativo do grupo era estimado em R$ 88 milhões, de acordo com a ação que tramitava na Vara de Falências e Recuperações Judiciais.

De acordo com o advogado representante da empresa Lucas Mochi, houve sim um depósito de R$ 300 no quinto dia útil, e nesta segunda-feira (10), foi realizado um segundo depósito de R$ 200. E até a próxima segunda-feira (17), todo o salário dos funcionários já deve estar depositado.

“De fato houve o pagamento dos R$ 300 no quinto dia útil, mas em razão da decisão que decretou a quebra e foi suspendida posteriormente, houve esse nível de dificuldade e é natural, mas tá em processo de regularização e acredito que até a segunda-feira tudo esteja regularizado”, disse Lucas.

Imprimir




RÁDIO

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

logo
image